Home > Notícias > Serviços > Via 040 integra programa de enfrentamento de crises em Paracatu

Via 040 integra programa de enfrentamento de crises em Paracatu

Quinta-Feira, 28 de Abril de 2016

Em Paracatu, cidade de cerca de 90 mil habitantes localizada na Região Noroeste de Minas Gerais, a coordenação de esforços entre poder público e iniciativa privada representa um avanço na capacidade de resposta a situações de crise. O Plano de Ajuda Mútua (PAM), capitaneado pela prefeitura do município, reúne cerca de 30 atores, entre empresas, corporações militares, órgãos de fiscalização e braços da administração pública, que atuam de forma coordenada em contextos emergenciais, como desastres naturais e humanos. A Via 040 é uma das integrantes do Plano.

O PAM articula-se em torno de um fundamento essencial no enfrentamento de contextos críticos: oferecer respostas rápidas e eficientes, aumentando a possibilidade de vidas serem salvas e de se conter os impactos ambientais e sociais de uma catástrofe. A coordenação almeja que cada participante consiga viabilizar, no menor tempo possível, os recursos de que dispõe. A rede é capaz de oferecer equipamentos como ambulâncias, caminhões-pipa, ônibus e escavadeiras; pontos de acolhimento a vítimas; comida, água, cobertores e colchões; e pessoal especializado como médicos, enfermeiros e engenheiros.

Dentre os participantes do PAM estão a Defesa Civil e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Paracatu; Polícia Rodoviária Federal (PRF); Polícia Militar Rodoviária (PMRv); Polícia Militar; e Corpo de Bombeiros. Conforme a prefeitura, a maioria das grandes empresas que atuam na cidade também participa do projeto, dentre elas a Via 040. O PAM se articula por meio de reuniões mensais e realização de workshops. O próximo encontro, pré-agendado para maio, concluirá a definição dos nomes, indicados por cada participante, que atuarão junto ao Plano.

Segundo o coordenador de Operação Viária e Pedágio da Via 040, Fábio Gerardi, a união de esforços proposta pelo Plano de Ajuda Mútua traz vários benefícios. “Ao passo que a Concessionária pode oferecer, por exemplo, ambulâncias, caminhões e equipes de resgate para atuar em emergências em Paracatu, fica aberto o canal para uma atuação conjunta em caso de grandes ocorrências na BR-040, como um acidente com produtos químicos. A população local e os usuários da rodovia só têm a ganhar com essa iniciativa”, avalia. Gerardi ressalta que a ação estreita o relacionamento entre a empresa, comunidade e instituições que atuam na região.

CAPACIDADE DE RESPOSTA

O coordenador da Defesa Civil de Paracatu, Emerson Antônio Garcia, explica que a solução oferecida pelo PAM é adotada em outras cidades brasileiras. Ele diz que a prefeitura de Paracatu buscou a consolidação do programa a partir da tragédia ocorrida em Mariana, em novembro de 2015, provocada pelo colapso de uma barragem de rejeitos de minério. A atuação do PAM cobre toda a área territorial de Paracatu.

Segundo Garcia, são vários os eventos em que o Plano poderá ter papel fundamental: incêndios urbanos ou florestais; inundações; desabamentos de grandes edificações; e secas prolongadas, dentre outros. Ele exemplifica: no caso de um desastre que desaloje famílias e deixe feridos, há a possibilidade de se obter, rapidamente, abrigo e comida para essas pessoas, além de transportar as vítimas com mais eficiência para hospitais locais e da região.

O coordenador da Defesa Civil de Paracatu afirma que a articulação proporcionada pelo PAM é um ganho para a sociedade, pois amplia a capacidade do município de enfrentar contextos de crise. “Sozinho, o poder público não tem todo o pessoal e equipamentos necessários para trabalhar nesse tipo de situação. Hoje atuamos interligados, 24 horas, com diversas pessoas de outros órgãos e empresas. Unidos, estamos muito mais preparados”, frisa.

Na avaliação de Emerson Garcia, a participação da Via 040, além de reforçar o relacionamento entre empresa e comunidade, contribui para a eficácia do PAM. “A Concessionária é uma das companhias locais com mais equipamentos de resgate, por exemplo. Isso é de extrema importância”, diz.

ATUAÇÃO REFORÇADA

A preparação para se lidar com eventos extraordinários é fundamental para a obtenção de bons resultados. Ao unir e coordenar os recursos disponíveis em uma determinada área, o PAM contribui para suprir as limitações inerentes a cada ator, seja do setor público ou do privado.

O Chefe da Delegacia da PRF em Paracatu, inspetor Denis Brasileiro Passos, ressalta o aumento do potencial de atuação proporcionado pelo Plano. "Esse tipo de iniciativa é fundamental. No dia a dia, nos preparamos para ocorrências rotineiras. Mas, temos de estar atentos ao histórico de ocorrências de grandes proporções. Isoladamente, é difícil que qualquer órgão esteja preparado para atuar em todas as áreas necessárias. Em caso de situações fora do comum, mobilizar diversas frentes é muito importante”, ressalta Passos.

O inspetor acrescenta que, desde a mobilização para sua criação, o PAM trouxe avanços, pois permitiu ampliar a interação entre os diversos atores envolvidos, como no caso da PRF e da Via 040, que trabalham em parceira na BR-040.

Últimas Notícias